No Dia do Trabalhador, bolsonaristas se reúnem na Avenida Paulista

A manifestação é contra o governador João Doria, o comunismo e pelo voto impresso

atualizado 01/05/2021 15:27

São Paulo – Apoiadores do governo Jair Bolsonaro se reuniram na Avenida Paulista, em São Paulo, neste sábado (1º/5),  em manifestação contra o governador João Doria (PSDB), o comunismo e pelo voto impresso.

Nesta manhã, no Dia do Trabalhador, sem máscaras ou com o equipamento no queixo, bolsonaristas cantaram o Hino Nacional erguendo placas com a frase “O Brasil é Bolsonaro”.

No momento em que o país ultrapassou a marca de 400 mil mortos por Covid-19, os manifestantes criticaram as medidas de isolamento social adotadas por governadores e prefeitos para lidar com a pandemia.

0

Veja vídeo:

Nas redes sociais, há também a defesa de que, neste Dia do Trabalhador, os bolsonaristas estão nas ruas do país a fim de reivindicar “a liberdade para trabalhar dos brasileiros”.

Hoje, também estão previstas manifestações sindicalistas. Nove organizações sindicalistas, entre elas a Central Única dos Trabalhadores e a Força Sindical, organizaram atos on-line e pelas ruas do país.

Chamado de “1º de Maio pela vida”, a programação visa “defender a vida, o emprego, a democracia, o ‘fora, Bolsonaro’, e praticar a solidariedade, com distribuição de cestas básicas e arrecadação online para ajudar quem tem fome”, anunciaram os organizadores.

Últimas notícias