“Não houve agressão”, diz defesa de rapaz acusado da morte de jovem no PR

A garota foi levada por ele até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Pinhais, Paraná, e morreu pouco tempo depois

atualizado 21/01/2021 13:08

Reprodução/Instagram

O rapaz de 29 anos suspeito na morte de Lívia Izabel Zanetoni, 17 anos, após hemorragia em um motel em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na tarde desta quarta-feira (20/1) está bastante abalado com o que aconteceu e detalhou a tentativa de socorrer a adolescente.

Ele está preso na Delegacia de Pinhais e, segundo o advogado de defesa Igor Ogar, colabora e participa de diligências impostas pela Polícia Civil.

A garota foi levada por ele até a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Pinhais e morreu pouco tempo depois. A causa da morte está sendo investigada.

Leia mais em Banda B, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias