Mulher que se dizia protetora é investigada por maltratar animais

Polícia concluiu que cachorros eram mantidos acorrentados, em local insalubre e sem cuidados veterinários

atualizado 09/07/2020 8:31

Reprodução

A Polícia Civil do Rio de Janeiro apura denúncias contra uma mulher acusada de maltratar animais. A investigada se diz protetora e pede dinheiro em áreas nobres da cidade para cuidar de cães.

De acordo com a Comissão de Direitos dos Animais da Câmara de Vereadores do Rio, os animais ficam acorrentados no meio da mata, bebem água suja, são obrigados a comer comida estragada e não recebem cuidados veterinários.

Na terça-feira (7/7), servidores da Subsecretaria de Bem-Estar Animal (Subem) resgataram quatro animais que sofriam maus-tratos em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio. Os cães recolhidos estavam em local insalubre e subnutridos. Os quatro cachorros precisaram de cuidados e foram levados ao Centro de Proteção Animal.

Os cães e gatos resgatados pela prefeitura são colocados para adoção após passarem por cuidados médicos. No sábado (11/7), a Subem fará uma live em sua página no Facebook para promover a adoção. A transmissão começa às 10h, e o interessado em adotar deve acompanhar a live e passar por uma entrevista por videochamada pelo WhatsApp: (21) 99399-3968.

Últimas notícias