Mulher não resiste e morre envenenada pelo marido com dietilenoglicol

O homem confessou o crime à polícia e foi preso; após ser transferida entre vários hospitais, mulher faleceu em BH

atualizado 08/05/2021 9:19

Gisele Lidiane foi envenenada pelo companheiroDivulgação

Gisele Lidiana da Silva Rocha Queiroga, de 37 anos, morreu nessa sexta-feira (7/5), em Belo Horizonte (MG), durante tratamento contra o envenenamento de dietilenoglicol causado pelo marido.

Segundo o serviço funerário que realizou o atendimento, o corpo da vítima foi liberado às 11h.

De acordo com as investigações, a substância foi comprada pela internet por R$ 35 e Kleber Pires de Queiroga, de 42 anos, esperou o melhor momento para envenenar a companheira. As informações são do portal G1.

Em 11 de abril, ele misturou o produto em um copo de cerveja que deu para a mulher. Após dois dias, Gisele procurou atendimento no hospital de Mateus Leme, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Ela foi transferida no mesmo dia para o Hospital Municipal de Contagem após piorar. Em seguida, foi encaminhada para BH, onde permaneceu internada na UTI, mas não resistiu.

O marido confessou o crime após procurar a polícia e foi preso.

Últimas notícias