Mulher morre asfixiada; marido suspeito é preso após causar acidente

A prima de Thayane Nunes ligou para polícia quando viu ela e Gilton Santos Pinto brigando

atualizado 03/07/2020 16:43

Vítima de feminicídioReprodução/ Instagram

A arquiteta Thayane Nunes da Silva Santos, 28 anos, foi morta por asfixiamento, na tarde dessa quinta-feira (2/7), em Campo Grande (RJ). De acordo com informações do jornal Extra, o marido, apontado como principal suspeito, foi preso em Angra dos Reis após sofrer um acidente de carro.

A prima de Thayane ligou para a polícia quando viu ela e Gilton Santos Pinto brigando. Ao chegarem ao local, agentes do 40º Batalhão da Polícia Militar (Campo Grande) encontraram a arquiteta já morta. Segundo relatos de moradores do prédio, o marido fugiu logo após o crime.

Os amigos da arquiteta utilizaram as redes sociais para prestar homenagens. “Meu Deus, inacreditável. Vá com Deus, Thay. Que os anjos te recebam. Será eterna na memória de todos!”, escreveram.

“Descanse em paz, Thay, que Deus possa confortar o coração dessa família”, disse outro amigo.

Acidente de carro

Gilton sofreu um acidente enquanto fugia da polícia na Rodovia Rio-Santos. O suspeito bateu em outros dois carros. Além de Gilson, sete pessoas ficaram feridas – duas crianças e cinco adultos.

Ele está internado no Hospital Geral da Japuíba sob custódia.

Últimas notícias