MPT processa por trabalho escravo patroa da babá que pulou do 3º andar

O caso veio à tona após uma babá se jogar do 3º andar de um prédio em Salvador no final de agosto

atualizado 16/09/2021 15:21

Babá pula de 3º andar em SalvadorDivulgação

O Ministério Público do Trabalho (MPT) denunciou Melina Esteves França por trabalho escravo de duas empregadas domésticas. A ação civil pública foi protocolada na 6ª Vara do Trabalho de Salvador nesta quarta-feira (15/9). O caso veio à tona após uma babá se jogar do 3º andar de um prédio no bairro Imbuí, em Salvador.

O MPT pede que a mulher seja proibida de continuar a submeter pessoas ao trabalho escravo, listando 23 obrigações a serem cumpridas sob pena de multas.

Na ação, o MPT pede a condenação de Melina ao cumprimento da lei sob pena de multas e a pagar indenização por danos morais coletivos de, no mínimo, R$300 mil.

Leia mais no Bahia Notícias, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias