Mourão: “Forças Armadas não estão comprometidas com nenhum projeto ideológico”

Vice minimizou a fala de Jair Bolsonaro, que disse que quem decide se um povo vive na democracia ou na ditadura são os militares

atualizado 19/01/2021 11:39

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) minimizou a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre os militares e afirmou, na manhã desta terça-feira (19/1), que “as Forças Armadas não estão comprometidas com nenhum projeto ideológico”.

Nessa segunda-feira (18/1), Bolsonaro disse que quem decide se um povo vive em uma democracia ou em uma ditadura são as Forças Armadas.

“O presidente já tocou nesse assunto várias vezes. É óbvio que se você tiver Forças Armadas indisciplinadas ou comprometidas com projetos ideológicos, a democracia fica comprometida. Não é o caso aqui do Brasil, obviamente, mas nós temos a nossa vizinha Venezuela, que vive uma situação dessa”, comparou. “As Forças Armadas são totalmente despolitizadas, não estão comprometidas com nenhum projeto ideológico. Ela está comprometida com a função dela”, completou Mourão.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, o chefe do Executivo também disse que o Brasil “ainda” tem liberdade, mas que “tudo pode mudar” se a população não reconhecer o valor dos militares.

“Nós, militares, somos o último obstáculo para o socialismo. Quem decide se um povo vai viver numa democracia ou numa ditadura são as suas Forças Armadas. Não tem ditadura onde as Forças Armadas não apoiam. No Brasil, temos liberdade ainda. Se nós não reconhecermos o valor desses homens e mulheres que estão lá, tudo pode mudar”, declarou o presidente.

Últimas notícias