Motorista envolvido em acidente que matou bebê estava bêbado, diz PCGO

Segundo Polícia Civil, embriaguez foi constatada por médico legista. Homem também não tem CNH. Cinco pessoas de uma família ficaram feridas

atualizado 25/04/2022 16:27

acidente br-060 goias bebe morre (3) PRF

Goiânia – O motorista envolvido em um acidente na BR-060, em Rio Verde, no sudoeste goiano, que causou a morte de um bebê de um ano, teve a embriaguez comprovada por meio de exame. De acordo com a Polícia Civil, o homem também era inabilitado.

O acidente aconteceu nesse domingo (24/4). Além da criança que morreu, outras quatro pessoas da família dela ficaram feridas. Segundo informações do Corpo do Bombeiros, o pai – que dirigia o carro foi internado em uma Unidade de Pronto-Atendimento com traumatismo crânio-encefálico, a mãe a outras duas crianças foram encaminhadas para uma Unidade Básica de Saúde. A família não teve os nomes revelados.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
0

Embriaguez ao volante

Ao Metrópoles, o delegado responsável pela apuração do caso, Danilo Fabiano Carvalho, informou que o motorista teve a embriaguez constatada pelo médico legista. O homem foi preso em flagrante.

De acordo com o investigador, ele foi interrogado, no entanto, preferiu ficar em silêncio. Ele não teve fiança estabelecida e está à disposição da Justiça. Ele deve responder por homicídio doloso e embriaguez.

Ainda segundo o delegado, as vítimas sobreviventes do acidente devem ser ouvidas e a Polícia aguarda a conclusão da perícia, para a finalização do inquérito.

Acidente grave

Segundo a PRF, a família formada por um casal e três meninas seguia em um Ford Fiesta no sentido Acreúna para Rio Verde, quando colidiu com um GM Astra. Toda a família usava dispositivos de retenção, como cinto de segurança e cadeirinhas.

Com o impacto da colisão entre os dois veículos, o GM Astra rodou na pista e o Ford Fiesta caiu em uma ribanceira.

Ainda de acordo com a PRF, o motorista do GM Astra, de 46 anos, é inabilitado e teve apenas ferimentos leves. Ele estava com forte odor etílico e voz arrastada. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro e foi encaminhado para a Central de Flagrantes em Rio Verde.

Mais lidas
Últimas notícias