Morre de Covid enfermeiro contrário a vacina e pró-tratamento precoce

Anthony Ferrari teria morrido, segundo a Prefeitura de Duque de Caxias, por complicações provocadas pelo coronavírus no domingo (18/4)

atualizado 19/04/2021 20:40

Reprodução

Rio de Janeiro – O enfermeiro Anthony Ferrari morreu neste domingo (18/4) por causa de complicações da Covid-19. Ele ficou conhecido nas redes sociais por divulgar informações falsas sobre vacinas e incentivar supostos tratamentos para a doença. A morte foi confirmada pela Secretaria de Comunicação de Duque de Caxias. De acordo com a prefeitura, Ferrari morreu no Hospital São José, montado para atender pacientes com Covid-19. As informações são da Folha de S.Paulo.

O enfermeiro ficou conhecido pelos vídeos polêmicos, nos quais ele se identificava como médico atuante em Cabo Frio, região dos Lagos, e fazia discurso negacionista sobre a pandemia do coronavírus.

Ele também defendeu o uso de ivermectina no combate à Covid-19. Ferrari disse que a droga salva vidas, que há estudos que provam sua eficácia e que a Etiópia e a Austrália têm poucos casos do coronavírus porque fazem o uso profilático do remédio.

Ferrari era contra a vacina e defendia o tratamento precoce do vírus, sem base científica. O Metrópoles ainda não conseguiu contato com a família.

Últimas notícias