Morre, aos 87 anos, o senador José Maranhão, vítima da Covid-19

Presidente do MDB na Paraíba, ele lutava contra a doença desde o dia 29 de novembro, segundo turno das eleições municipais

atualizado 08/02/2021 23:39

Reprodução

O senador José Maranhão (MDB-PB) não resistiu às complicações da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, e faleceu, aos 87 anos, na noite desta segunda-feira (8/2), em São Paulo. Segundo a assessoria do senador, o corpo será levado para sua terra natal, Araruna, na Paraíba, onde será enterrado.

Presidente do partido na Paraíba, ele lutava contra a doença desde o dia 29 de novembro, segundo turno das eleições municipais, quando foi internado em João Pessoa (PB). No dia 3 de dezembro, ele foi transferido para a UTI do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo.

José Targino Maranhão nasceu no dia 6 de setembro de 1933. Graduou-se em Direito pela UFPB. Casado com a desembargadora Maria de Fátima Bezerra, deixa três filhos (Maria Alice, Leônidas e Letícia) e dois netos (José Neto e Maria de Fátima).

No Senado, foi presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania no biênio 2015/16. Maranhão licenciou-se da Casal no dia 12 de janeiro. Em sua vaga, tomou posse a primeira suplente, senadora Nilda Gondim, também do MDB.

Luto oficial

Já na noite desta segunda, o senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), divulgou nota na qual o Congresso Nacional, que ele preside, lamenta a norte de Maranhão, anuncia o cancelamento da sessão deliberativa desta terça e decreta luto oficial por 24 horas.

Veja a íntegra:

“É com grande pesar que o Congresso Nacional recebe a confirmação, nesta segunda-feira (8), da morte do senador paraibano José Maranhão, aos 87 anos, vítima de complicações decorrentes da Covid-19.

Em homenagem à sua memória, o Senado Federal decreta luto oficial de 24 horas e cancela a sessão deliberativa.
José Targino Maranhão cumpria o seu segundo mandato como senador da República.

Maranhão começou na política na década de 1950. Precisamente em 1955, quando foi eleito deputado estadual, cargo para o qual foi reeleito por mais três mandatos. Também foi três vezes deputado federal. E governador do estado da Paraíba em três ocasiões.

As sinceras condolências do Parlamento Brasileiro à família, amigos e a todos os paraibanos e paraibanas.

Rodrigo Pacheco
Presidente do Senado Federal”

Últimas notícias