*
 

A psicanalista Eliane Berger, 56 anos, mulher do ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, faleceu na madrugada deste domingo após luta de vários anos contra o câncer. Nos últimos dias, houve piora do quadro de saúde e fora registrada falência múltipla dos órgãos.

Guido Mantega e Eliane Berger eram casados há quase duas décadas e a doença foi detectada ainda quando o economista ocupava o cargo de ministro da Fazenda.

Em 2015, quando acompanhava a mulher no Hospital Albert Einstein, Mantega foi hostilizado na lanchonete da instituição aos gritos de “vai para o SUS”. No ano seguinte, o ex-ministro foi preso às portas do hospital onde acompanharia a mulher em cirurgia. O juiz Sérgio Moro revogou a detenção horas depois.

Despedida
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve na manhã deste domingo (12/11) no velório de Eliane Berger acompanhado do ex-ministro da Secretaria de Direitos Humanos Paulo Vannuchi. A despedida aconteceu no Cemitério Israelita do Butantã, em São Paulo.

Lula permaneceu cerca de 40 minutos no velório e não conversou com jornalistas. O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e os economistas Delfim Neto e Luiz Gonzaga Belluzzo também compareceram ao velório.

“Ela era uma pessoa de alma refinada. Vim dar um abraço no meu amigo. Ela era uma pessoa muito delicada e vai fazer falta nesse mundo onde falta muita sutileza”, disse Belluzzo.

O enterro da psicanalista estava previsto para começar às 15h.

 

 

COMENTE

Obituárioguido mantegaeliane berger
comunicar erro à redação