metropoles.com

Moraes elogia Rosa Weber: atuação firme no STF e “no Dia da Infâmia”

Moraes fez a homenagem a Rosa Weber em cerimônia no TSE que inaugurou espaço Sepúlveda Pertence no local

atualizado

Compartilhar notícia

Igo Estrela/Metrópoles
Alexandre de Moraes, no dia de sua posse na presidência do TSE. Ele olha para frente, usando toga, sob a penumbra - Metrópoles
1 de 1 Alexandre de Moraes, no dia de sua posse na presidência do TSE. Ele olha para frente, usando toga, sob a penumbra - Metrópoles - Foto: Igo Estrela/Metrópoles

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, fez uma homenagem à ministra Rosa Weber, do STF, durante cerimônia de inauguração do Espaço Ministro Sepúlveda Pertence, localizado no subsolo do TSE, em Brasília, nesta quinta-feira (21/9).

Durante discurso no qual lembrou o 8 de Janeiro e da ameaça à democracia vivida no país, Moraes ressaltou que, ao longo dos últimos dois anos, Weber liderou de forma firme e brilhante a Suprema Corte, “especialmente durante um dos ataques mais covardes à democracia brasileira. O Dia da Infâmia, como ela costuma afirmar”, disse.

Moraes lembrou que a ministra foi a primeira mulher a comandar o TSE durante uma eleição presidencial, a de 2018. “Foram momentos difíceis para a Justiça Eleitoral, porque aquele pleito foi marcado pelo crescimento exponencial do fenômeno das fake news, em especial contra o sistema eleitoral e as urnas eletrônicas”.

Nascida em Porto Alegre, a ministra Rosa Weber construiu sólida trajetória na Justiça do Trabalho. Ingressou na magistratura em 1976 e, em 1991, foi promovida por merecimento ao cargo de desembargadora do TRT da 4a Região. Em 2006, tornou-se ministra do Tribunal Superior do Trabalho e, em 2011, se tornou a terceira mulher a integrar o Supremo Tribunal Federal.

“Por toda essa trajetória, agradecemos a sua imensa contribuição com o Judiciário brasileiro”

Salão Nobre

A cerimônia de atribuição do nome do ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-presidente da Corte Eleitoral Sepúlveda Pertence ao antigo Salão Nobre ocorreu às 11h.

Pertence morreu em julho deste ano. A solenidade ocorreu logo após o término da sessão de julgamentos e contou com a participação dos ministros que compõem a Corte Eleitoral.

A mudança do nome do espaço foi aprovada pelos ministros na sessão administrativa do dia 10 de agosto, a partir de uma proposta apresentada pela vice-presidente do Tribunal, ministra Cármen Lúcia. Naquela ocasião, a ministra elogiou a conduta retilínea e a trajetória profissional do ministro Sepúlveda Pertence, a quem classificou como um “grande exemplo” a ser seguido.

Trajetória

Nascido em Sabará (MG), em 1937, o ministro Sepúlveda Pertence iniciou a carreira jurídica como promotor de Justiça, tendo sido cassado durante o regime militar. Exerceu a advocacia até ser designado como procurador-geral da República.

Foi nomeado ministro do STF. No TSE, exerceu a Presidência em dois momentos: de 1993 a 1994 e de 2003 a 2005. Ele morreu aos 85 anos, em 2 de julho de 2023.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações