Ministro diz que auxílio a caminhoneiros e taxistas pode ser prorrogado

O governo já começou a pagar as seis parcelas de R$ 1 mil previstas. Benefícios para caminhoneiros e taxistas vão até dezembro

atualizado 15/08/2022 16:01

O ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos OliveiraValter Campanato/Agência Brasil

O ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, afirmou, nesta segnuda-feira (25/8), que trabalhará para tornar permanentes os benefícios pagos a caminhoneiros e taxistas. Até então, as parcelas do auxílio estão previstas para terminar em dezembro.

“Eu não vejo problema dessa política se perpetuar. É claro que vai depender da situação econômica do Brasil e do mundo. Eu vejo com bons olhos que sigamos com essa distribuição de renda. No que depender de mim e do nosso presidente, vamos trabalhar para que esses benefícios se perpetuem, sim”, afirmou o ministro.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

 

Ambos os programas visam conceder até seis parcelas de R$ 1 mil cada, observado o limite global disponível para o pagamento do benefício. Ao todo, o governo destina R$ 7,4 bilhões aos repasses.

Até o momento, 190.861 caminhoneiros receberam as primeiras duas parcelas de R$ 1 mil. Nesta terça-feira (16/8), 245.213 taxistas também receberão R$ 2 mil, referente às duas parcelas.

 

 

Mais lidas
Últimas notícias