Ministério Público denuncia militares por assassinato de jovens no Rio

Agentes são acusados de envolvimento na morte de dois jovens de Belford Roxo, Baixada Fluminense. Caso tramita em segredo de Justiça

atualizado 27/01/2021 9:13

Reprodução

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou dois policiais militares pela morte dos jovens Jhordan Luiz de Oliveira de Natividade, de 20 anos, e Edson de Souza Arguinez, de 17.

Os amigos foram encontrados mortos no dia 13 de dezembro, após uma abordagem policial em Belford Roxo, na Baixada Fluminense (RJ). O soldado Jorge Luiz Custódio e o cabo Julio Cesar Ferreira dos Santos foram presos em flagrante após familiares das vítimas encontrarem imagens de câmeras de segurança que mostram o momento da abordagem.

De acordo com o jornal O Globo, a denúncia do Ministério Público foi apresentada à Justiça na última sexta-feira (22/1), mas ainda não foi apreciada por um juiz. O processo corre em segredo de Justiça.

Em dezembro, durante audiência de custódia, os militares foram presos preventivamente. Segundo o juiz Rafael de Almeida Rezende, as imagens das câmeras de segurança mostram os dois jovens algemados, mas os policiais não registraram ocorrência em nenhuma delegacia.

Tiros

A apuração da Polícia Civil do Rio de Janeiro apontou que Jhordan, um dos rapazes mortos, foi assassinado com tiros no rosto. Ele apresentava orifícios na sobrancelha e na nuca. A outra vítima, Edson, tinha três perfurações nas costas e na barriga.

0

Últimas notícias