Ministério da Saúde pretende monitorar situação de estados após chuvas

Estados do Nordeste são castigados com fortes chuvas há, pelo menos, uma semana. Em Pernambuco, 126 mortos já foram identificados

atualizado 02/06/2022 17:00

bombeiros fazem trabalho de resgate após deslizamento em pernambuco Corpo de Bombeiros de Pernambuco/Divulgação

O Ministério da Saúde anunciou, nesta quinta-feira (2/6), uma sala de situação para acompanhar os estados de Alagoas, Paraíba e Pernambuco, afligidos por fortes chuvas na última semana.

O número de pessoas desabrigadas e desalojadas em Coruripe (AL), por exemplo, saltou de 395 para 3.113 nas últimas 24 horas, segundo boletim da Defesa Civil. O município no Litoral Sul do estado, agora, é a terceira cidade com mais desabrigados, atrás apenas de São Miguel dos Campos (3.849) e Rio Largo (3.510).

Já em Pernambuco, 126 mortes já foram confirmadas depois dos deslizamentos de terra. O Corpo de Bombeiros localizou duas pessoas na Vila dos Milagres, no Recife, e em Curado IV, em Jaboatão dos Guararapes. Mais quatro vítimas foram acrescentadas às estatísticas após investigação do Instituto de Medicina Legal (IML).

As equipes ainda buscam por dois desaparecidos na comunidade de Areeiro, em Camaragibe, e em Paratibe (Paulista). Já o número de desabrigados aumentou para 9.302. As pessoas afetadas foram alojadas em 111 instituições de 27 municípios. Ao todo, 31 cidades decretaram estado de emergência e 51 sofreram algum tipo de prejuízo pelas chuvas.

A sala de situação instituída pelo ministério será constituída por técnicos do Departamento de Saúde Ambiental, do Trabalhador e Vigilância das Emergências em Saúde Pública (DSASTE/SVS).

“A pasta também enviou oito profissionais para apoiar os Estados e os municípios atingidos na gestão do desastre, desde o levantamento dos danos aos estabelecimentos de saúde, avaliação de perfil de saúde da população em situação de abrigo e o perfil das doenças relacionadas a inundações”, explica o ministério, em nota.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias