Ministério da Justiça notifica Heineken para ajustar recall

Segundo a Secretaria Nacional do Consumidor, a campanha da cerveja descumpriu compromissos firmados com o departamento ligado ao ministério

Heineken/Divulgação

atualizado 17/02/2020 12:53

O Ministério da Justiça e Segurança Pública notificou o grupo Heineken para que ajuste a campanha de comunicação lançada pela cervejaria na última sexta-feira (14/02/2020) para o recall voluntário de garrafas long neck. Para a Coordenação de Consumo Seguro e Saúde da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), a campanha da Heineken descumpriu os compromissos firmados com o departamento ligado ao ministério. A empresa tem dois dias úteis para efetuar as mudanças solicitadas pela Secretaria sob a pena de pagamento de multa.

Segundo o órgão, havia sido solicitado à Heineken que o título do vídeo da campanha contivesse expressamente o título “Qualidade: recall voluntário Heineken”. Apesar da solicitação, a mensagem só aparece depois de 25 segundos do início do vídeo, o que, no entendimento do departamento, não pode ser caracterizado como título. “A ausência do cumprimento de tal compromisso afasta o caráter inequívoco de a mensagem se tratar de uma campanha de recall”, informou a Senacon, na notificação.

Além disso, a Secretaria também argumenta que a Heineken não deixou claro “de forma inequívoca” onde a campanha estaria disponível para os consumidores na internet e também deixou de divulgar a estratégia, denominada “dois por um”, como um estímulo para a troca da garrafa com problemas.

“Esperava-se que a informação sobre a opção “dois por um” de substituição do produto fosse clara ao consumidor, como um indutor comportamental. Entretanto, não houve qualquer divulgação nesse sentido. Assim, determina-se que o fornecedor demonstre, de forma clara e precisa, quais indutores serão utilizados (incluindo eventuais recompensas), assim como a forma pela qual o consumidor tomará conhecimento dos mesmos”, argumentou a Senacon.

Campanha de recall
Na última sexta-feira (14/02/2020), a Heineken lançou uma campanha de recall voluntário de lotes específicos de Heineken long neck 330ml. Segundo a empresa, a medida foi tomada em caráter preventiva após a identificação de que algumas garrafas apresentavam o risco de desprendimento de lascas de vidro do bocal no momento de sua abertura.

A falha foi encontrada em menos de 0,3% das long necks dos lotes com as letras CH – o código encontra-se localizado na parte inferior da garrafa em alto-relevo. Na campanha, a cervejeira pede aos consumidores cuidado com o produto na hipótese de pertencerem a esse lote. Em caso de alteração no bocal após a retirada da tampinha, a recomendação é de não consumir o produto para evitar machucados.

No comunicado disponível em seu site, a Heineken orienta os consumidores, caso desejem realizar a substituição ou reembolso, a entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor a partir de 13 de fevereiro de 2020, pelo telefone 0800 885 2462 ou pelo e-mail faleconosco@heineken.com.br.

Outro lado
O grupo Heineken, responsável pela cerveja no Brasil, informou, em nota emitida pela assessoria de imprensa da marca, que procurou “proativamente” as autoridades para informar sobre as alterações identificadas.

“A partir da veiculação da campanha, na última sexta-feira (14/02/2020), a companhia foi notificada sobre a necessidade de ajustes, que estão em andamento e serão concluídos dentro do prazo estabelecido pela autoridade”, destacou.

Últimas notícias