metropoles.com

Michel Temer se entrega à Polícia Federal: ficará preso em São Paulo

Justiça do Rio autorizou que ex-presidente e coronel Lima permaneçam na capital paulista. Defesa do emedebista apresentou pedido de soltura

atualizado

Compartilhar notícia

ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
temer se entrega
1 de 1 temer se entrega - Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

O ex-presidente Michel Temer se apresentou à Superintendência da Polícia Federal em São Paulo. A medida cumpriu determinação da juíza federal Caroline Figueiredo, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, que fixou prazo até 17h desta quinta-feira (09/05/2019) para que o político se entregasse.

No despacho, a magistrada solicitou que o Tribunal Federal da 2ª Região (TRF-2), no Rio de Janeiro, responsável por determinar a volta do ex-presidente à cadeia, se manifestasse sobre o pedido de Temer para permanecer no presídio em São Paulo. Nesta tarde, o desembargador Abel Gomes, da 2ª Turma Especializada do TRF-2, concedeu a autorização.

A mesma Corte determinou, ainda, a prisão do coronel João Baptista Lima Filho, amigo do ex-presidente, que também já se apresentou à Polícia Federal em São Paulo e, igualmente, recebeu autorização para ficar detido na capital paulista.

No início da noite, a Polícia Federal informou que, até que haja decisão em contrário, Michel Temer ficará no prédio da superintendência paulista da corporação. Já o coronel Lima será mantido em um presídio militar.

A defesa do ex-presidente da República já ingressou com pedido de habeas corpus (HC) em favor do emedebista, no Superior Tribunal de Justiça (STJ). O pedido de soltura de Temer será apreciado na 6ª Turma da Corte e ficou sob a relatoria do ministro Antonio Saldanha Palheiro. O STJ já decidiu, contudo, que a análise do HC só ocorrerá na próxima terça-feira (14/05/2019), durante a sessão ordinária do colegiado, marcada para 14h.

Interferências
Nessa quarta-feira (08/05/2019), a Corte entendeu que as prisões de Temer e do coronel Lima são necessárias para não haver interferências nas investigações sobre a construção da usina nuclear de Angra 3.

Temer passou a noite em casa, depois de informar que se entregaria à Justiça nesta quinta. Em entrevista após decisão do tribunal, o ex-presidente se disse surpreso, porém tranquilo, com a decisão do TRF-2. Afirmou ainda que recorrerá da decisão no Superior Tribunal de Justiça. “Vou defender meus direitos até o fim”, destacou.

Entenda o caso
Por 2 votos a 1, o TRF-2 determinou nessa quarta-feira (08/05/2019) a volta do ex-presidente Michel Temer (MDB) e do coronel João Baptista Lima Filho, amigo pessoal do emedebista, à cadeia.

A 1ª Turma Especializada do tribunal, formada pelos desembargadores Abel Gomes, Paulo Espírito Santo e Ivan Athié, decidiu também pela manutenção do habeas corpus concedido ao ex-ministro Moreira Franco (MDB) e a mais cinco acusados.

Eduardo Canelós, advogado de defesa de Temer, disse que considera a decisão uma injustiça sem fundamento: “Não há risco à ordem pública. Embora respeitando, considero uma injustiça. Submeter o ex-presidente a uma prisão injusta é desnecessário”, declarou.

Canelós afirmou ter apresentado o pedido para que o emedebista “não passasse por uma humilhação adicional” sendo detido pela Polícia Federal. Dessa forma, o defensor pediu que o ex-presidente se apresente espontaneamente. “Nós pedimos e foi deferido que ele tenha a possibilidade de se apresentar”, completou o advogado.

O ex-presidente, o coronel Lima, aliado de Temer, e o ex-ministro Moreira Franco foram presos em março, por causa de inquéritos referentes a desmembramentos da Lava Jato, na operação chamada Descontaminação.

A investigação teve como base as delações do empresário José Antunes Sobrinho, ligado à Engevix, e do operador do MDB Lúcio Funaro. Sobrinho citou acordo sobre “pagamentos indevidos que somam R$ 1,1 milhão, em 2014, solicitados por João Baptista Lima Filho e pelo ministro Moreira Franco, com anuência do então presidente, no contexto do contrato da AF Consult Brasil com a Eletronuclear”.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações