Membros do MBL em SP alegam “showmício” de Juliette e pedem multa

Rubens Nunes e Guto Zacarias alegam "comício disfarçado de evento cultural" e pedem ainda oitava de testemunhas

atualizado 05/07/2022 16:55

juliette em showFoto: Reprodução/Instagram

São Paulo – Após manifestações pró-Lula no show da Juliette, em uma festa de São João em Caruaru, em Pernambuco, na madrugada do último domingo (3/7), membros do MBL representaram contra a artista, que deu a entender ser a favor do pré-candidato à presidência.

No documento, o vereador de São Paulo Rubens Nunes e o pré-candidato a deputado estadual Guto Zacarias alegam haver um “comício disfarçado de evento cultural” e afirmam que Juliette se apresentou “com dinheiro público”.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Os dois ainda apontam que a situação é um “flagrante ato propaganda eleitoral antecipada e irregular por parte do público presente”.

“Foi realizado verdadeiro showmício, pago com verbas públicas, em favor do Representado Lula, o que ofende frontalmente a legislação eleitoral, que veda a realização dessa forma de propaganda eleitoral durante o período de campanha oficial”, diz trecho do documento.

Nas redes sociais, Felipe Neto se posicionou a favor da cantora: “Quando você perder, avisa a gente? Brasil está precisando dar risada da cara de pessoas como você”, comentou em  uma publicação de Rubens, que é pré-candidato a deputado federal pelo estado de São Paulo.

Segundo eles, Lula e Juliette devem ser multados pela propaganda eleitoral. Nunes e Zacaris pedem ainda que pede ainda que seja realizada oitiva de testemunhas.

Nas redes sociais, o partido afirmou que “já não é a primeira vez que um artista ou o próprio Lula fazem campanha antes da hora”.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos.

Mais lidas
Últimas notícias