Membros de facção são presos por matar 4 pessoas em Mato Grosso

De acordo com as investigações, as vítimas foram mortas por se recusarem a seguir as ordens do grupo criminoso

atualizado 27/09/2021 18:19

Arquivo pessoal

A Polícia Civil de Mato Grosso esclareceu os quatro homicídios cometidos na última semana a mando de uma facção criminosa. Uma das vítimas da facção é Karine Melo da Silva (foto em destaque), de 23 anos, encontrada morta em 23 de fevereiro deste ano no Rio Jauru, em Porto Esperidião (MT). O corpo foi encontrado enrolado em um lençol e com mordaça.

A investigação resultou na operação Xeque-Mate, onde foram cumpridas 16 ordens judicias, sendo 15 de busca e apreensão domiciliar e uma de prisão temporária nos municípios de Porto Esperidião, Gloria D’Oeste e Cáceres.

Segundo as investigações, os homicídios foram motivados pelo fato de as vítimas recusarem ordens da facção, como atuar no tráfico de drogas ou pagar a parte destinada ao grupo para poder comercializar a droga.

Duas pessoas foram presas em flagrante e foram apreendidas drogas e aparelhos de celular. Parte do grupo já se encontrava presa.

As investigações apontaram envolvimento dos suspeitos em crimes de lesão corporal, tráfico de drogas, tortura e associação para o tráfico.

Os suspeitos também estão envolvidos no homicídio de Anderson Claudio Vital Ferreira, torturado e morto no dia 5 de julho, na cidade de Porto Esperidião. Informações do Portal G1.

Últimas notícias