Ministro molha os pés em praia com óleo e diz: “Apta para banho”

Álvaro Antônio foi a Muro Alto, em Ipojuca (PE), e, após ficar com água nas canelas, sentenciou a “liberação” das “praias do Nordeste”

Reprodução/TV GloboReprodução/TV Globo

atualizado 25/10/2019 19:20

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, afirmou, na manhã desta sexta-feira (25/10/2019), que “as praias do Nordeste estão aptas aos banhos dos turistas”. Marcelo esteve na praia de Muro Alto, no litoral sul de Pernambuco, onde apenas molhou os pés.

De acordo com informações do G1, o ministro sobrevoou o litoral pernambucano e contou não ter visto manchas de óleo no mar ou nas praias. “Não só Pernambuco, mas os estados do Nordeste que foram atingidos tiveram uma ação por parte do Plano Nacional de Contingência [PNC], onde [sic] o ministro do Meio Ambiente liderou esse processo de forma muito eficiente”, disse.

Na última quinta-feira (24/10/2019), amostras de água atingidas foram coletadas pelo governo estadual para verificar a existência de hidrocarbonetos na água, compostos orgânicos do petróleo que, em grandes quantidades, podem causar danos à saúde. Os resultados serão divulgados em novembro.

Desde o dia 17 de outubro, 10 cidades pernambucanas já tiveram praias afetadas: Barreiros, Tamandaré, São José da Coroa Grande, Sirinhaém, Rio Formoso, Ipojuca, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Itamaracá. Até essa quinta, 1.358 toneladas de resíduos foram recolhidas do local.

Intoxicação
Voluntários que ajudaram a recolher o óleo das praias pernambucanas relataram vários sintomas depois do contato sem proteção. Em São José da Coroa Grande, pessoas foram socorridas com dor de cabeça, enjoo, vômitos, erupções e pontos vermelhos na pele.

Últimas notícias