Mega da Virada: clientes buscam máquina premiada, diz dono de lotérica

Proprietário da lotérica em Campinas (SP) que fez bolão premiado conta que curiosos querem também saber quem são ganhadores da bolada

atualizado 07/01/2022 15:58

Osvaldo Stefanelli Filho, dono da Lotérica Campeão da Barão, que fez bolão premiado na Mega da ViradaArquivo Pessoal

São Paulo – A curiosidade de clientes sobre quem são os novos milionários de Campinas, no interior de São Paulo, não tem deixado Osvaldo Stefanelli Filho, dono da lotérica onde foi feito o bolão ganhador da Mega da Virada, em paz.

Em entrevista ao Metrópoles, o proprietário da Campeão da Barão. afirmou que seu negócio virou uma loucura na segunda e na terça-feira seguintes ao sorteio da Mega-Sena do dia 31/12.

O empresário garante que a identidade dos sortudos será sempre preservada. “Ninguém vai saber nunca! Juramos de pé junto que não conhecemos ninguém”, afirmou.

Apostadores também buscam por detalhes do jogo que garantiu R$ 189.062.363,74 para cada aposta. Já chegaram a perguntar em qual dos computadores da lotérica, que fica dentro do Shopping Iguatemi, o bolão foi feito.

0

Onze ganhadores do bolão premiado pela Mega da Virada já procuraram agências da Caixa Econômica Federal para resgatar o prêmio. Cada um dos premiados receberá R$ 13.504.454,55. Ainda faltam três apostadores darem início à retirada da bolada.

“Fizemos o bolão no dia 14/12 e colocamos na vitrine. A cota ficava exposta no vidro e a pessoa escolhia”, explicou ele sobre as dezenas que foram selecionadas aleatoriamente pelo sistema.

Novos clientes

Com a repercussão da Mega da Virada, a Campeão da Barão está recebendo novos clientes. Mas o empresário acredita que o sucesso do endereço ainda poderia ser maior.

“Melhorou bastante o movimento, mas não está aquela loucura, porque o prêmio da Mega-Sena está baixo”, disse Osvaldo sobre o valor de R$ 6 milhões que será sorteado nesse sábado (8/1).

Difícil comparar com os R$ 378 milhões da Mega da Virada. Ainda assim, a lotérica de Campinas está sendo procurada por apostadores da capital e de outros estados, como Ceará e Rio Grande do Sul.

Sistema informal

Para atender esses clientes, a loja faz a aposta e manda o comprovante por aplicativo de mensagem. O procedimento, bastante usado para bolões também, não é oficializado pela Caixa Econômica. Osvaldo, entretanto, garante que não tem erro.

“Confiança em nós. Trabalhamos com muita organização e registramos tudo por WhatsApp”, afirmou. Ele também contou que uma das apostas vencedoras da Mega da Virada foi feita dessa maneira.

Para a Mega da Virada, a Campeão da Barão preparou quatro bolões com cotas de R$ 200 (o vencedor), R$ 500, R$ 1,5 mil e R$ 2 mil. Osvaldo contou que não entrou nessas apostas, porque preferiu participar com o pessoal de seu condomínio.

“Joguei bastante, não sei nem quanto. Vou jogando um negocinho ali, outro aqui. Só que nesse bolão eu não entrei, porque a cota era R$ 200. Se eu for entrar em todos os bolões, eu não ganho o suficiente para pagar as apostas”, disse o empresário.

Mais lidas
Últimas notícias