Mario Frias escreve “assesso a Cultura”, e internet não perdoa

Secretário da Cultura do governo Bolsonaro apagou a mensagem e corrigiu o erro de português

atualizado 23/03/2021 10:47

Mário Frias durante Posse do novo ministro do turismo, Gilson Machado durante evento no planalto 1Rafaela Felicciano/Metrópoles

O secretário da Cultura, Mario Frias, virou alvo de críticas após escrever, em uma rede social, “assesso” – em vez de “acesso”. O comentário era uma resposta ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), mas foi apagado.

“Muito obrigado, Eduardo Bolsonaro. A luta é diária, sem direito a descanso. Vamos trabalhar incansavelmente para que todos os brasileiros tenham assesso [sic] a cultura”, escreveu Mario Frias, na rede social.

Em seguida, o titular da Cultura apagou o comentário e corrigiu o erro de português, mas o print ficou salvo.

0

No postagem, Eduardo Bolsonaro elogia Mario Frias e o secretário Nacional de Incentivo à Cultura, André Porciuncula, pela atuação à frente da pasta.

“Ao chegar na [sic] Secretaria de Cultura, fizeram o que qualquer gestor privado lúcido faria: pararam tudo e começaram a auditar as contas”, disse.

Veja a repercussão do caso:

Mais lidas
Últimas notícias