Marceneiro nega estupro e diz que ofereceu comida para jovens em MS

As vítimas alegam que o homem ofereceu R$ 5 para deixar o caso em sigilo e fez ameaças de morte

atualizado 22/03/2021 16:38

Um marceneiro de 57 anos, acusado de estuprar uma jovem na noite da última sexta-feira (19/3), em um barraco, afirma que não chegou perto da denunciante, nem da amiga. Ele mora à beira de um córrego no bairro Ipiranga, em Campo Grande (MS).

De acordo com o boletim de ocorrência, o suspeito afirma que estava no local, quando duas menores de idade chegaram, pedindo abrigo. Ele disse que jogou um colchão pela janela, para que as duas pudessem dormir.

Leia mais em Topmídia News, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias