Protesto com “sangue” no Planalto lembra 300 mil mortes por Covid

Ato da União da Juventude Socialista (UJS) espalhou líquido vermelho em protesto pelo marco de 300 mil óbitos pela Covid-19

atualizado 26/03/2021 13:37

Ato promovido pela União da Juventude Socialista (UJS), na manhã desta sexta-feira (26/3), espalhou “sangue” em frente ao Palácio do Planalto, em Brasília. A manifestação, segundo eles, é para cobrar ações efetivas no combate à pandemia da Covid-19.

Entoando “Bolsonaro genocida, mais vacina e menos cloroquina”, os integrantes da ação derramaram um líquido vermelho na pista em frente ao Palácio do Planalto e estenderam faixas com os dizeres “Bolsonaro genocida”.

Segundo a coordenação do movimento, a performance buscou ressaltar que as mortes em decorrência do vírus no Brasil poderiam ter sido evitadas. Além disso, também cobraram aceleração da vacinação, auxílio emergencial, combate à fake news e valorização da ciência.

É a terceira manifestação na semana contra a gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

0

Na quarta-feira (24/3) o país alcançou a triste marca de 300.675 óbitos pela doença. Um dia depois, um novo recorde: mais de 100 mil casos registrados em apenas 24 horas.

Últimas notícias