Ladrão de calcinhas é preso usando uma das peças roubadas

Os policiais também contaram que as peças estavam espalhadas em várias partes da casa, até mesmo dentro do colchão

Polícia Militar / DivulgaçãoPolícia Militar / Divulgação

atualizado 13/11/2019 12:36

Um homem foi preso em Turmalina, cidade no interior de Minas Gerais, acusado de roubar 1.045 calcinhas e sutiãs pela cidade. No momento da abordagem, que aconteceu na casa dele, o suspeito, de 41 anos, estava usando uma das calcinhas.

Diante da quantidade de peças e do número de mulheres do município — 8.880 —, é possível afirmar que muitas delas já foram vítimas do bandido. A Polícia Militar afirma que esta é a segunda vez que ele é acusado do mesmo crime: em 2015, ele furtou 301 roupas íntimas na cidade de Capelinha, município vizinho a Turmalina.

Os policiais também contaram que, no crime mais recente, as peças estavam espalhadas em várias partes da casa, até mesmo dentro do colchão. “A Polícia Militar foi até a residência dele, no Bairro São João Batista, para darmos cumprimento a um mandado de prisão por furto. Durante as buscas, encontramos as peças íntimas”, explicou ao G1 o tenente André Dale. Questionado pela PM, o homem não quis explicar motivos para os furtos.

Últimas notícias