Spoofing: Moro e Manuela D’Ávila vão prestar depoimento nesta quarta

Os dois participam da oitiva como testemunhas. Eles tiveram os celulares hackeados pelo grupo criminoso que atuou contra a Lava Jato

atualizado 08/07/2020 11:57

Ex-ministro Sergio MoroRafaela Felicciano/Metrópoles

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro e a ex-candidata a vice-presidente Manuela D’Ávila (PCdoB) prestarão depoimento na tarde desta quarta-feira (8/7), no âmbito da Operação Spoofing, que mirou a ação de hackers para a invasão e roubo de mensagens de celulares de procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato.

A oitiva será realizada a partir das 14h30, por videoconferência. Ambos vão depor como testemunhas.

Moro foi uma das vítimas das ações dos hackers liderados por Walter Delgatti Netto, o “Vermelho”. Manuela D’Avila, por sua vez, foi citada por “Vermelho” como o contato entre o grupo e o jornalista Glenn Greenwald, editor-fundador do The Intercept Brasil.

0

À época, a ex-deputada federal afirmou que também teve o aparelho invadido e confirmou que repassou ao “invasor” o contato de Greenwald.

O coordenador da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol, também foi alvo do crime e teve parte de conversas divulgadas pelo site The Intercept Brasil, em uma série de reportagens conhecida como “Vaza Jato”.

De acordo com o Ministério Público Federal, os hackers executavam crimes cibernéticos por meio de três frentes: fraudes bancárias, invasão de dispositivos informáticos, como celulares, e lavagem de dinheiro.

Últimas notícias