Justiça mantém absolvição de cunhado de Ana Hickmann

Ele tinha sido absolvido em primeira instância por matar Rodrigo Augusto de Pádua, fã que planejou atentado contra a apresentadora, em 2016

Reprodução / InstagramReprodução / Instagram

atualizado 11/09/2019 8:27

A Justiça de Minas Gerais manteve a decisão de absolver o empresário Gustavo Correa, cunhado da apresentadora Ana Hickmann, da acusação por homicídio doloso, com intenção de matar. Ele tinha sido absolvido em primeira instância por matar Rodrigo Augusto de Pádua, fã que planejou atentado contra a apresentadora, em 2016. As informações são do G1.

Gustavo Correa acompanhou o julgamento do recurso contra ele no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que teve início por volta das 13h30. “Foram três votos a zero a favor da absolvição. É o fim de um pesadelo que vivíamos desde 2016”, afirmou o cunhado da apresentadora.

Relembre o caso
Rodrigo Augusto de Pádua estava hospedado no mesmo hotel em que estava Ana Hickmann, no dia 21 de maio de 2016. Ele rendeu Gustavo e o obrigou a ir até o quarto de Ana, onde estava também a assessora da apresentadora e mulher dele, Giovana. Ao atirar em Giovana, o empresário começou a lutar com o fã, e foi quando atirou três vezes contra o criminoso.

Giovana ficou internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e teve alta no dia 2 de junho de 2016.

Últimas notícias