Justiça suspende cassação de vereador acusado de invadir igreja

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) entendeu que a Câmara desrespeitou o prazo mínimo de intimação da defesa de Renato Freitas (PT)

atualizado 05/07/2022 18:55

Vereador petista Renato Freitas, que invadiu igreja em Curitiba, na Assembleia Legislativa da cidade. Ele é negro, tem cabelo black power e fala num microfone, olhando para cima - MetrópolesCâmara de Curitiba

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) suspendeu, nesta terça-feira (5/7), a cassação do vereador Renato Freitas (PT). Com isso, ele poderá voltar à Câmara de Curitiba. Para a Justiça, o órgão legislativo desrespeitou o prazo mínimo de intimação da defesa de Freitas.

A Câmara de Curitiba pode recorrer da decisão ou até mesmo convocar outras sessões para os vereadores votarem a cassação novamente. Ana Júlia Ribeiro (PT), que tomou posse nessa segunda-feira (4/7), deve retornar ao posto de suplente de Freitas.

Leia mais em Banda B, site parceiro do Metrópoles.

Mais lidas
Últimas notícias