Justiça determina que rodoviários voltem ao trabalho em São Paulo

Greve foi considerada abusiva pelo Tribunal Regional do Trabalho por prejudicar a prestação de um serviço considerado essencial

atualizado 29/06/2022 17:22

Greve ônibus SPFábio Vieira/Metrópoles

São Paulo – O Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região considerou a greve dos rodoviários de São Paulo abusiva e determinou o retorno imediato na operação dos ônibus. A decisão foi tomada com base na justificativa de que o transporte é considerado um serviço essencial à população.

O desembargador Davi Furtado Meirelles presidiu a audiência de dissídio dos rodoviários. Ele afirmou que o sindicato dos rodoviários deverá pagar uma multa de R$ 50 mil pela paralisação desta quarta (29/6).

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

 

Se a paralisação continuar, o valor da multa diária será dobrado para R$ 100 mil. De acordo com dados da SPTrans, a paralisação afeta 675 linhas diurnas e 6.008 ônibus. A estimativa é de que cerca de 2,5 milhões de passageiros foram impactados com a greve.

Até o momento, o Sindmotoristas ainda não se manifestou sobre a decisão da Justiça do Trabalho.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias