Jovem é morta com tiro na cabeça após festa; suspeito alega acidente

Empresário assegurou que o disparo que acertou a vítima na testa foi acidental e aconteceu no momento em que mostrava a arma para a mulher

atualizado 23/03/2021 19:26

Arquivo pessoal

A jovem Alana Beatriz Nascimento de Oliveira, de 25 anos, foi encontrada morta na casa de David Brito, proprietário de curso de idiomas em Fortaleza (CE), após participar de uma festa no local, no último sábado (20/3).

Segundo o portal UOL, o empresário assegurou que o disparo que acertou a vítima na cabeça foi acidental e aconteceu no momento em que mostrava a arma para a mulher.

A Polícia Civil afirmou que o David compareceu ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e deu depoimento. De acordo com nota do órgão, o homem entregou uma arma de fogo, munições e o registro de propriedade do armamento. O material seguiu para a perícia.

Os laudos das perícias do corpo da jovem ainda não foram enviados para a Polícia Civil investigar o caso. O advogado que representa o empresário foi procurado pela equipe do UOL, mas não se posicionou sobre o acontecido.

A amiga de infância da Alana, Sara Albuquerque, declarou que acredita que o caso seja um homicídio. Ela contou que todos da festa foram embora até ficar apenas a Alana, David e um caseiro. “Não sei o que pode ter motivado, mas ela foi assassinada”, a amiga completou.

“Ela ficou com ele naquele dia. Não sabemos se eles tinham um relacionamento antes da live. Só sei que eles ficaram na festa”, afirmou Sara. A moça disse não acreditar que o tiro tenha sido acidental. “Pegou bem no meio da testa dela. Entre as sobrancelhas”.

Alana foi sepultada na manhã desta terça-feira (23/3), em um município que fica a 105 km de fortaleza, Ocara. Para mobilizar justiça pela morte da jovem, familiares e amigos criaram uma página nas redes sociais, que já conta com mais de 11 mil seguidores.

0

Últimas notícias