Jovem é condenado por matar ex-namorada que recusou beijo

Crime ocorreu há um ano. Além do feminicídio, um aborto ocorreu no ato. Fabrício já estava preso preventinamente

atualizado 07/07/2021 22:42

Um jovem foi condenado a 19 anos de prisão por feminicídio na última segunda-feira (5/7) em Roraima. Fabrício da Silva Gadelha Júnior já estava preso preventivamente. O crime ocorreu em 17 de julho de 2020, quando a ex-namorada dele, Juliana Rodrigues da Silva, de 20 anos, se recusou a lhe dar um beijo. As informações são do UOL.

O jovem, que tinha 18 anos na época, deu um golpe no pescoço da vítima com um canivete. Juliana foi levada ao Hospital Geral de Roraima, em Boa Vista, mas não resistiu.

O juiz Nildo Inácio conduziu a sessão que tratou do feminicídio e de aborto sem consentimento da jovem, que estava grávida do novo namorado no dia do crime. O magistrado não cedeu ao réu o direito de recorrer em liberdade.

Gadelha Júnior confessou o ato e acrescentou que não aceitava o término do relacionamento.

Últimas notícias