metropoles.com

Jovem armado invade audiência on-line da Assembleia Legislativa de GO

Jovem apareceu com uma arma na mão, no meio da reunião virtual. Também surgiram sons e imagens desconexos. Deputados falam em intimidação

atualizado

Compartilhar notícia

Reprodução: Assembleia Legislativa de Goiás
jovem armado Alego
1 de 1 jovem armado Alego - Foto: Reprodução: Assembleia Legislativa de Goiás

Goiânia – Pessoas com sons e imagens desconexos e um jovem armado invadiram, nesta sexta-feira (19/3), audiência pública on-line da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás com cerca de 100 empresários. Parlamentares ouvidos pelo Metrópoles viram o ato como tentativa de intimidação ao Legislativo e atentado à democracia. “Um absurdo”, disse um deles.

Uma das imagens mostra que, de repente, um jovem aparece em pé, segurando uma arma de fogo de grande porte e aproximando-a da tela, durante a audiência pública sobre empreendedorismo. O encontro explicou detalhes de linhas de crédito autorizadas pelo mais recente decreto do governador Ronaldo Caiado (DEM), na última terça-feira (16/3).

Atrapalhar

“Do nada, apareceu pessoa com armas, atrapalhando a audiência pública que tinha como proposta atender às pessoas e tirar dúvidas sobre linhas de crédito”, disse o deputado estadual Virmondes Cruvinel (Cidadania), que organizou o evento. “Alguns perfis invadiram a audiência com sons e imagens desconexos atrapalhando a discussão. Um absurdo”, afirmou.

Além do público em geral, também se sentiram intimidados representantes da Agência de Fomento de Goiás (Goiásfomento) e do Sebrae. Parlamentares goianos, que pediram para não ter seus nomes divulgados, disseram que se assustaram com o episódio que eles classificaram como “tentativa de intimidação”.

Atentado à democracia

“Toda manifestação é legítima, mas respeitando o uso da palavra e inscrição, até para que todos possam fazer suas manifestações de opinião. Isso é necessário num país como Brasil”, afirmou o organizador do evento.

Cruvinel aproveitou, ainda, para lamentar o episódio que ele classificou como tentativa de ataque à democracia. “A democracia admite a livre manifestação de todos. Entretanto, não tolera ataques que visam justamente impedir que as pessoas expressem suas opiniões”, ressaltou.

O caso foi encaminhado será investigado pela Polícia Civil de Goiás.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações