Investigado por candidaturas laranjas do PSL é encontrado morto em MG

Haissander Souza de Paula era ex-assessor do deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), que também é ex-ministro do Turismo

atualizado 06/01/2022 10:16

Reprodução

Haissander Souza de Paula, ex-assessor do deputado federal e ex-ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), foi encontrado morto na quarta-feira (5/1), no município de Aimorés, em Minas Gerais.

Ainda não se sabe quais foram as causas da morte, uma vez que o corpo foi encontrado sem marcas de violência, em um colchão, segundo a Polícia Civil. Ele tinha 33 anos de idade.

“A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) informa que o corpo do jovem, de 33 anos, foi localizado sem sinais de violência. A PCMG aguarda a finalização dos laudos para concluir a causa e circunstâncias da morte”, informou a corporação.

Operação Sufrágio Ostentação

De acordo com a investigação da Operação Sufrágio Ostentação, da Polícia Federal, o PSL, partido ao qual Marcelo Álvaro Antônio é filiado, usou candidaturas laranjas para desviar recursos do fundo eleitoral.

Segundo a apuração da PF, Haissander era responsável por exigir que candidatas devolvessem a verba pública de campanha para desviá-la. Ele foi preso em junho de 2019 durante a operação da polícia.

Haissander foi citado em depoimento por Clauzenir Barbosa Pereira à Justiça Eleitoral, em 2019. Ela concorreu pelo PSL ao cargo de deputada estadual em Minas Gerais, recebeu 2 mil votos, e não foi eleita.

De acordo com depoimento, Haissander Souza de Paula era o idealizador da campanha e “inclusive colocou uma arma de fogo sobre a mesa durante uma reunião para intimidá-la” ao “insistir na devolução de verbas”.

Mais lidas
Últimas notícias