metropoles.com

iFood e entregadores implementam 13 melhorias imediatas para categoria

Entregadores de 14 cidades do país e o iFood participaram do 1° Fórum de Entregadores do Brasil realizado entre os dias 13 e 15 de dezembro

atualizado

Compartilhar notícia

Getty Images
IFood
1 de 1 IFood - Foto: Getty Images

O 1° Fórum de Entregadores do Brasil foi realizado entre os dias 13 e 15 de dezembro, reunindo 23 líderes entregadores de 14 cidades do país. Depois de diversas propostas, os participantes firmaram um compromisso registrado em carta que lista as medidas prioritárias a serem implementadas pelo iFood no curto e médio prazo, com a finalidade de produzir melhorias para a rotina dos trabalhadores.

O grupo definiu, após esse primeiro Fórum, como será o modelo das próximas reuniões no decorrer do ano que vem. Os encontros terão foco em ouvir outras lideranças locais.

“O iFood é a única empresa do setor a criar um encontro perene de escuta com a categoria, que reúne 200 mil entregadores e entregadores cadastrados na plataforma. Reunimos representantes de diferentes regiões com o intuito de ouvir e buscar soluções conjuntas que atendam, cada vez mais, as necessidades desses trabalhadores no dia a dia. Dialogamos abertamente sobre todas as demandas e vamos continuar nesse processo de melhoria contínua” diz João Sabino, diretor de Políticas Públicas e Relações Governamentais do iFood.

Na opinião do entregador Alessandro da Conceição, de Brasília, o fóruma era algo pelo qual vinham lutando há anos. “Buscamos um diálogo concreto e pessoalmente com a empresa para que a gente possa passar as demandas e que ela ouça isso direto dos representantes que estão nas ruas, trabalhando, e tenha um melhor entendimento do nosso dia a dia”, disse.

A criação do fórum serviu para construção de uma agenda propositiva em 2022 e para escutar os pontos trazidos líderes-entregadores de 14 cidades brasileiras. Foram três dias de reuniões e debates que resultaram na carta-compromisso, onde o iFood se comprometeu a dar mais transparência nos processos de desativação com direito à contestação do entregador, redução de tempo para migração de modelo de trabalho, entre outras propostas.

Confira as ações a serem realizadas que foram descritas na carta:

Curto prazo 

Ações que deverão ser realizadas até março de 2022.

Bloqueios

  • Dar mais transparência sobre o motivo de alertas e suspensões temporárias nas mensagens. Prazo: janeiro de 2022
  • Realizar campanha informativa sobre o que pode causar bloqueios na plataforma. Prazo: janeiro de 2022
  • Transparência sobre desativação das contas. Prazo: fevereiro de 2022
  • Será aberta a possibilidade dos entregadores contestarem novamente as desativações, iniciando por aquelas que aconteceram nos últimos 6 meses. Prazo: março de 2022
  • Casos de contestação de desativações serão revisados por pessoas, exceto em situações de fraude financeira, uso de conta por terceiros e fraude de cadastro, que configuram desativação permanente de acordo com os termos e condições. Prazo: março de 2022
  • Revisar o processo de contestação de desativação de entregadores OLs. Prazo: março de 2022

Respeito e valorização

  • Campanha nacional de valorização do trabalho exercido pelos entregadores. Prazo: 31/março/2022
  • Comunicar melhor o Canal de Denúncias para os entregadores. Prazo: janeiro de 2022
  • Automatização da taxa de espera no restaurante: Prazo: janeiro de 2022

Migração OL-Nuvem

  • Revisão do processo de migração de entregadores OLs para Nuvem para que entregadores tenham mais autonomia para a solicitação e com novas regras – Prazo: fevereiro de 2022
  • Redução no prazo de migração de perfil, para 35 dias sem corridas pelo OL (prazo necessário por conta dos repasses quinzenais): Prazo: janeiro de 2022

Pontos de apoio

  • Pesquisa no aplicativo sobre experiência no ponto de apoio. Prazo: janeiro de 2022

Tarifas e ganhos

  • Avaliar a possibilidade de implantação do reajuste anual. Prazo: março de 2022

Médio prazo:

Temas que serão priorizados, discutidos pela empresa e debatidos com os entregadores nos próximos Fóruns.

Agrupamento e agendamento

  • Revisão de operação e usabilidade das ferramentas para garantir melhor experiência e ganhos ao entregador

Pontos de apoio

  • Realização de auditorias e fiscalizações dos Pontos de Apoio com base nos apontamentos feitos pelos próprios entregadores
  • Ouvir entregadores na decisão sobre a definição de novos locais para implementação de novos modelos de Pontos de Apoio

Tarifas e ganhos

  • Possibilidade de revisão da tarifa mínima

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comNotícias Gerais

Você quer ficar por dentro das notícias mais importantes e receber notificações em tempo real?

Notificações