Homem é morto a tiros no centro de Vitória (ES). Veja vídeo

O crime aconteceu em frente ao Edifício de Repartições Públicas. Duas mulheres também foram baleadas no local

atualizado 09/06/2021 14:48

Um homem foi morto a tiros nesta quarta-feira (9/6), enquanto aguardava para entrar no Edifício de Repartições Públicas, no centro de Vitória, capital do Espírito Santo. Câmeras de segurança conseguiram registrar o momento do crime.

Além do homem, duas outras mulheres foram baleadas e encaminhadas para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência.

No vídeo das câmeras de segurança, é possível ver os suspeitos passando de moto pela avenida do local do tiroteio, como se estivessem procurando alguém. Depois, aparece um deles descendo do veículo e atirando em direção à fila de pessoas que estava em frente ao prédio.

Veja as imagens divulgadas pelo site Folha de Vitória:

A Secretaria da Justiça (Sejus) informou que a vítima era Lucas da Silva Martins, de 27 anos, e cumpriu pena no sistema prisional de outubro de 2018 a dezembro do ano passado. Lucas foi detido por tráfico de drogas e possui passagem por homicídio.

O Edifício de Repartições Públicas, onde aconteceu o crime, é o local que recebe o Escritório Social, responsável por oferecer atendimentos e serviços de suporte a quem saiu do sistema prisional e suas famílias.

Os serviços do escritório atendem diversas áreas, como saúde, encaminhamento profissional, qualificação e atendimento psicossocial. A Sejus afirmou que o espaço também oferece o serviço de apresentação aos egressos à Justiça.

Segundo o jornal Folha Vitória, uma das mulheres baleadas no local, atingida na perna esquerda, estava acompanhando o marido. O homem, operador de máquinas, saiu da penitenciário no dia 17 de maio e aguardava atendimento.

“Foi tudo muito rápido. Uma moto passou com duas pessoas. Estávamos no final da fila e, de repente, a gente ouviu aqueles barulhos de tiro e as pessoas correndo. A gente se atirou no chão. Foi quando ela disse que tinha sido baleada na perna”, contou o operador.

A Polícia Civil divulgou uma nota informando que a ocorrência está sendo acompanhada pelo Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Só será possível saber se há detidos, após finalizar as diligências em andamento.

Últimas notícias