Homem acusado de matar filho em máquina de lavar é absolvido

O crime aconteceu em 2011, o pai era suspeito de prender o garoto, de 4 anos, como uma forma de castigo

atualizado 27/02/2020 17:16

Um homem foi absolvido após o filho, de 4 anos, morrer asfixiado dentro de uma máquina de lavar. O pai era acusado de ter prendido o garoto dentro do aparelho como forma de castigar a criança pela morte do gato de estimação da família. As informações são do portal IG.

O crime ocorreu em 2011 e a sentença foi dada pelo Tribunal do Júri de Foz do Iguaçu, no Oeste do Paraná, que acatou tese defendida pela 13ª Promotoria de Justiça.

De acordo com a promotoria, o garoto entrou sozinho na máquina de lavar e, como prova, foram utilizados vídeos que mostram crianças entrando no aparelho e se trancando dentro dele. A conclusão também foi dada com base no discurso do pai, que afirma que encontrou o filho já morto dentro da máquina.

No ano de 2017, o pai foi condenado a 18 anos de prisão, mas teve a sentença revertida após a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná dizer que o caso foi concluído com base apenas na perícia do eletrodoméstico.

Após a anulação, também foram ouvidas testemunhas que estavam com o acusado em sua empresa quando o mesmo saiu à procura do filho e, pouco tempo depois, retornou com o menino nos braços.

Últimas notícias