Hacker teria pedido dinheiro a padre Robson de dentro de delegacia

Em depoimento, Welton diz que continuou a extorsão com conivência de delegado e policiais

atualizado 27/08/2020 16:46

Em depoimento cedido ao juiz Ricardo Prata, por ocasião do processo de extorsão ao padre Robson de Oliveira, o hacker Welton Ferreira disse que continuou com a chantagem contra o religioso mesmo preso na Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic), em Goiânia, com conivência de policiais e delegado.

Segundo relata o depoimento colhido pela Justiça, Welton diz que, ao ser preso, quando estava no Rio de Janeiro e trazido para Goiás, não havia provas contra ele. Já que utilizava o aplicativo Telegram, que apaga as mensagens enviadas. Assim, ele cita o delegado Kleiton Dias, como conivente com a criação de novas imagens e envio de mensagens ao padre.

Leia a reportagem completa em Mais Goiás, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias