Guedes e BC terão que explicar contratação de diretor que mora nos EUA

Pedido partiu de requerimento do líder do PT na Câmara dos Deputados, Enio Verri

atualizado 24/11/2020 15:34

Geraldo Magela/Agência Senado

Deputado federal e líder do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara, Enio Verri (PT-PR) solicitou que o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o Banco Central (BC) expliquem a contratação de Fabio Kanczuk para a Diretoria de Política Econômica. Fabio está morando em Boston (EUA).

Um requerimento foi apresentado pelo parlamentar nesta terça-feira (24/11). A informação foi confirmada ao Metrópoles pela assessoria de imprensa de Verri.

No requerimento, o petista questiona o fato de Kanczuk ser funcionário público e, mesmo assim, exercer o cargo de forma remota nos Estados Unidos. Além disso, o deputado federal pediu cópia das notas técnicas e dos memorandos que subsidiam a autorização para que o diretor despache de fora do Brasil.

Veja o requerimento na íntegra:

REQUERIMENTO DE INFORMAÇÃO by Metropoles on Scribd

Guedes e o Banco Central terão até 30 dias para se manifestarem. Em caso de recusa, o titular da Economia e o diretor da instituição poderão responder por crime de responsabilidade.

Kanczuk assumiu o cargo em 2 de outubro do ano passado, após a saída de Carlos Viana de Carvalho, que alegou ter deixado o posto por “razões pessoais”.

Fabio já havia atuado no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), como Secretário de Política de Econômica, entre 2016 e 2018. Ele deixou o cargo para assumir como representante nacional no Banco Mundial.

Bacharel em engenharia pelo Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), Kanczuk tem Ph.D. em economia pela Universidade da Califórnia, Los Angeles.

A reportagem procurou o Banco Central e o Ministério da Economia e aguarda retorno. O espaço está aberto para manifestações.

Últimas notícias