Governo federal registra mais 64 agrotóxicos; um é extremamente nocivo

Além disso, 52 são considerados perigosos ou muito perigosos ao meio ambiente. Aprovação foi publicada no DOU

atualizado 15/06/2021 18:43

iStock

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou registros de mais 64 agrotóxicos no país.

A atualização foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) na última quarta-feira (9/6). O texto é assinado pelo coordenador-geral de Agrotóxicos e Afins da Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa.

Do total, 52 agrotóxicos são considerados perigosos ou muito perigosos ao meio ambiente, e um é, segundo avaliação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), extremamente tóxico à saúde humana.

Na prática, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) estabelece quatro níveis de potencial de periculosidade ambiental (PPA) para pesticidas. São eles: 1) altamente perigosos; 2) muito perigosos; 3) perigosos; 4) pouco perigosos.

Entre os novos registros, 28 são considerados muito perigosos, 24 perigosos e 12, pouco perigosos.

0

Já a Anvisa define seis níveis de toxicidade: 1) extremamente tóxico; 2) altamente tóxico; 3) moderadamente tóxico; 4) pouco tóxico; 5) improvável de causar dano agudo; 6) não classificado.

O pesticida considerado extremamente tóxico e aprovado agora pelo Mapa é o Fen. O agrotóxico é indicado para o cultivo de batata, cebola, soja, tomate e uva. Outros nove foram considerados moderadamente tóxicos e três, não classificados.

Últimas notícias