GO: polícia prende suspeitos de esfaquear e queimar motorista de app

Companheiro de passageira encomendou morte por ciúmes do motorista de aplicativo. Investigadores suspeitam que vítima foi queimada viva

atualizado 26/10/2021 15:41

Motorista queimado trindade goiasPCGO

Goiânia – A Polícia Civil de Goiás prendeu dois suspeitos de matar um motorista de aplicativo em Trindade, região metropolitana de Goiânia. A vítima foi esfaqueada e em seguida queimada junto de seu veículo, no dia 6/7 deste ano. Há indícios de que ele foi queimado vivo.

Segundo as investigações, o motorista tinha o hábito de fazer corridas para uma mesma mulher, Francielly Damasceno Vieira. No entanto, ela teria um relacionamento com um criminoso da região, que passou a ter ciúmes da vítima. Os dois suspeitos receberam ordem para matar o motorista.

0

No dia do crime, a vítima foi chamada por Francielly que costumava fazer corrida, mas quando chegou ao local combinado descobriu que era uma emboscada. Os dois suspeitos entraram no carro e renderam o motorista de aplicativo.

Queimado vivo?

De acordo com as investigações, os executores andaram de carro com a vítima rendida por três horas, até que por volta das 23h30, chegaram até um local afastado do centro da cidade, chamado setor Santa Fé.

“Colocaram a vítima no porta-malas. Andaram com ele por três horas, até que eles resolveram matá-lo”, relata o delegado Matheus Feitosa de Melo.

O motorista foi esfaqueado e queimado dentro do veículo. Os suspeitos confessaram o crime e relataram que colocaram fogo no corpo e no carro para tentar destruir provas. Há indícios de que a vítima foi queimada viva, segundo a Polícia Civil.

As prisões dos dois suspeitos foram feitas pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), de Trindade, nesta segunda-feira (25/10). A mulher que costumava ser passageira da vítima fugiu da cidade ao saber das prisões e é considerada foragida.

Mais lidas
Últimas notícias