GO: Polícia investiga fraude na compra de coroas de flores para funeral

Licitação de câmara de vereadores da cidade de Goianésia a é suspeita de ter sido direcionada para beneficiar um político do município

atualizado 18/10/2021 15:58

Operação Coroa de Flores GoiásPCGO

Goiânia – A Polícia Civil de Goiás investiga supostas fraudes a licitação na aquisição de coroas de flores para ornamentar de velórios. A compra suspeita foi feita pela Câmara de Vereadores de Goianésia, cidade a 175 quilômetros de Goiânia.

Foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão em residências, comércios e na Câmara Municipal, na manhã desta segunda-feira (18/10). Segundo as investigações, houve um direcionamento na aquisição de flores para uma mesma funerária da cidade, entre 2015 e 2020.

0

A funerária investigada seria ligada a um vereador da cidade. Um dos sócios é genro do político. Além disso, há a suspeita de que o local não teria entregue as coroas de flores, como previsto no contrato.

A Polícia Civil também investiga o direcionamento na contratação de uma empresa de engenharia que prestava serviços para a Câmara, selecionada através de um processo de dispensa de licitação.

Político não tem novo divulgado

Nos cumprimentos dos mandados de busca, foram apreendidas seis armas de fogo. Os suspeitos poderão responder por associação criminosa, fraude a licitação e peculato.

A operação, batizada de Coroa de Flores, é coordenada pela Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (Dercap). O nome do vereador investigado e de outros suspeitos não foi divulgado.

O Metrópoles entrou em contato com a assessoria de comunicação da Câmara de Vereadores de Goianésia, que direcionou a reportagem para a assessoria da presidência da Câmara. O portal tenta contato, mas não obteve sucesso até a publicação desta matéria.

Mais lidas
Últimas notícias