GO: mobilização em Aparecida reforça combate ao abuso sexual infantil

Ação de conscientização com incentivo a denúncias foi realizada no Parque da Família, região central de Aparecida de Goiânia (GO)

atualizado 19/05/2022 16:17

Jhonney Macena/Prefeitura de Aparecida

Goiânia – Em alusão do Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescente, a prefeitura de Aparecida de Goiânia, na região metropolitana da capital goiana, realizou a ação educativa “Faça Bonito”. A mobilização ocorreu nessa quarta-feira (18/5), no Parque da Família, na região central da cidade.

Condutores de veículos e pedestres que passaram pelo parque receberam material educativo. O objetivo da ação, conforme a gestão municipal, foi conscientizar a sociedade, pais, responsáveis, crianças e adolescentes sobre como identificar situações de abuso e como realizar denúncias.

“Nosso foco é conscientizar as pessoas sobre este grande mal, para que esse crime não venha afligir e causar danos, traumas e transtornos em nossas crianças e adolescentes. É nosso dever proteger a vida das crianças e a dignidade delas em todos os sentidos”, comentou a superintendente de Educação, Idelma Oliveira.

Denúncias

O Disque 100 – canal que registra denúncias contra diversos tipos de violência em todo país registrou mais de 22,3 mil casos de abuso e/ou violação sexual contra crianças e adolescentes no Brasil. Em Aparecida de Goiânia, podem ser acionados o Conselho Tutelar, a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, os Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e unidades de saúde.

>> Telefones úteis para apoio

Secretaria de Assistência Social

Telefone: 3545-5970

Conselhos Tutelares:  

Regional Garavelo

Telefone: 3545-4897

Regional Centro

Telefone: 3545-5880

Regional Vila Brasília

Telefone: 3545-6515

Regional Maranata

Telefone: 32967485

Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente de Aparecida

Telefone: 3201-2292/2269

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias