GO: Justiça libera homem que fingiu mal-estar para dar calote em bar

Ruan Pamponet consumiu mais de R$ 6 mil em um bar de Goiânia e fingiu estar passando mal para não pagar os gastos no estabelecimento

atualizado 18/04/2022 20:04

go conta de barReprodução

Goiânia – Após ficar preso por três dias, o homem que fingiu mal-estar para não pagar uma conta de R$ 6.275,00, em um bar da capital goiana, teve a liberdade provisória concedida no final da tarde desta segunda-feira (18/4). O rapaz não pagou fiança.

Conforme decisão da juíza Maria Antônia de Faria, a soltura de Ruan Pamponet Costa foi concedida sem o pagamento de fiança, pelo fato de o homem, que é barman, não ter condições de arcar com o valor da conta.

Restrições

De acordo com a decisão judicial, Ruan terá que comparecer mensalmente em juízo para justificar atividades; deve fazer recolhimento noturno em seus dias de folga; está proibido de se aproximar de testemunhas ou vítimas para efeito de intimidação; está proibido de frequentar bares, prostíbulos e locais de má fama para evitar o cometimento de novas infrações; além de manter o endereço atualizado nos autos.

Em uma primeira decisão, após audiência de custódia, foi determinada fiança de R$ 10 mil. Em razão do não pagamento, o barman permaneceu preso.

O caso

Ruan foi preso em flagrante na manhã do último sábado (16/4), na capital goiana, depois de fingir que estava passando mal, para sair de um bar sem pagar a conta.

À polícia, o gerente do restaurante informou que o suspeito chegou ao local acompanhado de um amigo e algumas mulheres, e que consumiu muitas bebidas e comidas. Pouco tempo depois, o acompanhante e as mulheres foram embora deixando o homem sozinho.

Em razão do argumento, uma ambulância do Corpo de Bombeiros foi acionada e o gerente foi alertado pelos socorristas de que Ruan estaria simulando o mal-estar. Quando perguntado se pagaria a conta, o suposto golpista disse que não tinha dinheiro.

Mais lidas
Últimas notícias