Funcionário do IML é demitido após fazer sexo com cadáver

Auxiliar de necropsia em Manaus estaria bêbado ao ser encontrado descendo de uma das mesas de exame, onde estava um corpo feminino

atualizado 11/12/2019 22:23

Reprodução

O Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC) informou que pediu abertura de um inquérito policial para investigar denúncias de prática de necrofilia por um auxiliar de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) de Manaus. A informação foi dada pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), em nota. O caso está sendo investigado pelo 27° Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Segundo informações da SSP, o auxiliar de necropsia foi demitido juntamente com um colega do setor administrativo por faltas funcionais graves praticadas durante o plantão do dia 23 de novembro, em que ambos deixaram o expediente para assistir ao jogo final da Copa Libertadores da América e retornaram embriagados, segundo relatos de outros profissionais do plantão.

O auxiliar foi encontrado arrumando as calças enquanto descia subitamente de uma mesa de necropsia onde havia um cadáver do sexo feminino.

A reportagem completa você pode encontrar no site Manaus Alerta, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias