Flordelis se defende de acusação por morte de pastor: “Verdade prevalecerá”

A parlamentar, durante entrevista, negou por várias vezes ter envolvimento no assassinato do marido e se disse vítima de uma injustiça

atualizado 02/09/2020 18:52

Flordelisredes sociais/ reprodução

A deputada federal Flordelis (PSD), acusada de ser a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo, usou as redes sociais para se posicionar sobre os ataques e as histórias que estão sendo publicadas a seu respeito na imprensa.

Eu não tenho o que esconder, não mandei matar o meu marido. Se alguém perdeu com a morte dele, fui eu, ele era tudo pra mim, meu companheiro que me ajudava e me guiava, inclusive em todos os aspectos práticos da vida”, ressaltou a parlamentar.

Flordelis pede ainda que as pessoas olhem para a trajetória dela até o momento e vejam que ela sempre foi “uma serva de Deus, vivendo o caminho que Ele traçou”. “Antes de me sentenciarem, me deem o direito de defesa”, assinalou.

Muito tem sido dito na mídia, das formas mais cruéis, sem que eu tenha qualquer chance de defesa. Estou sendo condenada,…

Publicado por Flordelis Mk em Terça-feira, 1 de setembro de 2020

 

Entrevista

Durante entrevista ao Conexão Repórter, do SBT, nessa terça-feira (1º/9), Flordelis negou que tenha adotado Anderson e que ele tenha sido seu genro antes de se casarem. Ela afirmou que ama o marido até hoje e disse que o pastor nunca a incomodou ou controlou a vida dela.

A parlamentar negou ainda por várias vezes ter envolvimento na morte do marido e se disse vítima de uma injustiça. “Eu preciso saber quem matou o Anderson. Eu não sei. Quem matou meu marido está desgraçando com a minha vida. Eu não estou escondendo nada”, ressaltou.

“Eu estou vivendo o pior momento da minha vida. Não estou preparada para ser presa, e não vou ser. Porque eu sou inocente, e a minha inocência será provada. Eu não matei, eu não fiz isso que estão me acusando. É uma injustiça”, declarou a deputada.

0

Últimas notícias