FGTS: Caixa libera saque a 3,9 mi de trabalhadores. Saiba o que fazer

Nesta quarta, o saque extraordinário será liberado para nascidos em janeiro. Valor retirado pode ser de até R$ 1 mil por trabalhador

atualizado 20/04/2022 9:43

agência da Caixa economica federal Hugo Barreto/Metrópoles

A Caixa Econômica Federal libera, nesta quarta-feira (20/4), a primeira etapa do saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). De acordo com a instituição, aproximadamente 3,9 milhões de trabalhadores poderão desembolsar o valor.

A quantia retirada pode ser de até R$ 1 mil por trabalhador, considerando a soma dos saldos disponíveis em todas as contas do FGTS. Nesta primeira fase, o montante total a ser transferido para a iniciativa soma R$ 2,7 bilhões.

O calendário de saques foi estabelecido conforme o mês de nascimento do cidadão. Nesta quarta, o pagamento será para nascidos em janeiro. No entanto, uma nova rodada de saques será liberada a cada dez dias.

O cronograma de pagamentos termina em junho, com a liberação do benefício para nascidos em dezembro.

0

 

Se o beneficiário tiver mais de uma conta do FGTS, o saque será feito primeiramente nas contas relativas a contratos de trabalho extintos, começando por aquela que tiver o menor saldo. Depois, ficará disponível nas demais contas vinculadas.

Segundo a Caixa, não estarão disponíveis para saque os valores bloqueados na conta do FGTS, como garantia de operações de crédito de antecipação do saque aniversário, por exemplo.

Para saber se você tem direito ao saque e descobrir a data do crédito, basta acessar o site da Caixa por meio deste link. Caso não queira receber o valor, o trabalhador deve acessar o aplicativo FGTS ou ir até uma agência bancária para informar que não quer sacar a quantia.

Como resgatar o dinheiro?

O valor será creditado em Conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela Caixa em nome dos trabalhadores, que podem ter acesso à ela por meio do aplicativo Caixa Tem.

“Após o crédito dos valores, já será possível pagar boletos e contas, utilizar o cartão de débito virtual para pagamento em lojas, sites ou aplicativos, além de fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos pagando com o QR code nas maquininhas”, informou a instituição.

Também será possível transferir a quantia para outras contas, seja da Caixa ou dos demais bancos, além de realizar transações via Pix e saques em terminais de autoatendimento ou casas lotéricas.

Mais lidas
Últimas notícias