Família luta para provar que homem é inocente e que polícia agiu de má-fé

Mais de 28 mil pessoas assinaram a petição pedindo a soltura de Laudei Oliveira

atualizado 01/10/2020 17:42

Divulgação

Familiares de Laudei Oliveira da Silva, de 41 anos, morador do Morro do Estado, em Niterói (RJ), se revoltaram com prisão, dita por eles irregular, do guardador de carros em junho deste ano.

Figura bastante conhecida no entorno do Shopping Plaza, em Niterói, Laudei trabalhava há 20 anos, dia e noite, fazendo a “segurança” dos carros na rua. Mas agora, o pai de três filhos está preso há três meses e sete dias, no Presídio Evaristo de Moraes, no bairro de São Cristóvão, no Rio.

Laudei foi preso acusado de participar de um assalto no dia 13 de fevereiro na Praça da Cantareira, em São Domingos, Niterói (RJ), ao lado do filho, Ronald Fonseca Oliveira da Silva, de 20 anos, também detido. O pedido da prisão foi expedido pela 1ª Vara Criminal de Niterói e informado para ele no dia 23 de junho, data em que foi levado para o presídio.

Leia mais em O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias