Ex-jogador da seleção abre o verbo contra racismo no futebol brasileiro

O treinador da Portuguesa, Zé Maria, pede as mesmas oportunidades oferecidas a treinadores brancos

atualizado 05/08/2020 14:35

Getty Images

Treinadores negros tem menos oportunidades do que os brancos, apontou o ex-jogador da seleção brasileira e atualmente treinador da Portuguesa (SP), Zé Maria, em entrevista ao jornal inglês The Guardian. “Olhe para os grandes times do mundo, não há técnicos pretos”, demonstrou.

“O que está acontecendo [com o Black Lives Matters] é bom, mas é improvável que vai gerar uma mudança radical. A tempestade vai passar e tudo vai voltar a ser como era. As pessoas não vão parar de ser racistas”, continuou. Para ele, é necessária “uma virada de 180 graus”.

Isso pede “coragem dos presidentes de clubes e tomadores de decisões”. “Quando um treinador negro assume um clube grande, ele precisa ser o melhor, senão ele será demitido rapidamente. Nós não estamos pedindo muito, eu só quero o mesmo tanto de tempo que um treinador branco teria”, concluiu.

0

Mais lidas
Últimas notícias