Ex-governador de MG é indiciado por 2 milhões de crimes e desvio de R$ 1 bi

De acordo com a investigação, mais de 280 mil servidores e cerca de 60 instituições financeiras teriam sido lesadas pela gestão

Ex-governador de MG, Fernando PimentelAgência Brasil

atualizado 22/05/2020 11:48

O ex-governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), e o ex-secretário de Estado de Fazenda, José Afonso Bicalho, foram indiciados, nesta sexta-feira (22/05), pelo crime de peculato. Os dois teriam desviado cerca de R$ 1 bilhão de valores descontados na folha salarial de servidores referente a empréstimos consignados.

Pimentel e Bicalho devem responder por mais de dois milhões de crimes de desvio realizados entre os meses de setembro de 2017 a maio de 2018. De acordo com a investigação, mais de 280 mil servidores e cerca de 60 instituições financeiras teriam sido lesadas pela gestão petista.

Leia a reportagem completa no site BHAZ, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias