Enfermeira bolsonarista morre após se recusar a tomar Coronavac

Sem a vacina, ela acabou se contaminando pela segunda vez com o vírus e faleceu na última quarta-feira (24/2)

atualizado 26/02/2021 20:30

Reprodução

A enfermeira Priscila Veríssimo, de 35 anos, de Alagoas, fã do presidente Jair Bolsonaro, foi sepultada na última quinta-feira (25/2), após morrer por ter se negado a tomar a vacina contra o coronavírus.

Sem a imunização, ela acabou sendo contaminada pela segunda vez com o vírus e faleceu devido à Covid;-19 na última quarta-feira (24/2). As informações são do Portal É Assim.

Leia mais em O São Gonçalo, parceiro do Metrópoles.

Últimas notícias